Post de final de ano


É assim, eu desisti de responder os comentários.

Ah, eu sei. Isso é muito filho da puta da minha parte… Mas, que atire a primeira pedra quem não ficou sem responder os comentários!!1!

Enfim, como sabem, eu esqueço de atualizar o Keshigomo para atualizar o Onigiri. Quer dizer, não é bem “esquecer”, é mais preguiça.
Acho até irônico pessoal que comenta aqui. Pô, isso me deixa feliz! Entendam que eu leio os comentários e saibam que eu guardo de coração. <3 Eu só… Bem…

Tenho coisas pra arrumar.


A primeira delas é o Onigiri.
Quer dizer, toda vez que escrevo algo no Keshigomo, inevitavelmente eu falo sobre o Onigiri.
Então, sobre o Onigiri, eu vou dividir por tópicos.

  • Gincana Onigiri
  • Durante dois meses (e ainda trabalhando), eu e a Kih tamos trabalhando no último jogo da Gincana, normalmente reservado para o Labirinto do Nekozawa.
    Há um tempo, eu e a Kih estávamos falando que a gente sempre tem feito algo novo na Gincana e nos outros eventos do Onigiri… Conversa vai, conversa vem, e ela perguntou se tinha algo novo planejado pra Gincana (isso em Setembro/Outubro)
    -Novo? Bom, ainda não pensei nisso. Tem algo em mente?
    Hmmm… Na verdade, não
    -A gente sempre começa a Gincana do mesmo jeito, mas o último desafio tem que ser um jogo/algo relacionado ao nosso Nekozawa.
    Ele é uma praga. Apareceu em todas as Gincanas
    -Exato.

    Conversa vai, conversa vem… E falamos da Pacthesis, animadora em Flash.
    -Tive uma ideia.

    E estamos trabalhando no último jogo da Gincana desde então. Fizemos até uma abertura com a música Sparking, porque a outra música de abertura que estávamos planejando não ficou pronta.

  • Onigiri Epic RPG
  • Numa abafada noite de quarta-feira, eu entro no chat do Onigiri e percebo uma pequena movimentação. Noto que todos estavam criando fichas de personagens de RPG, uma historinha pessoal e estavam discutindo sobre RPG.

    -Uai?
    Sii-sama! Quer jogar RPG?
    Achei a ideia interessante, mas nunca havia jogado rpg no msn e falei que iria só observar.
    Estava lá, apenas vendo a movimentação e achando até divertido. Mas todos estavam confusos sobre quem iria mestrar.
    A discurssão sobre quem iria mestrar perdurou por muito tempo…

    -Ah! Então posso mestrar?

    E fui lá aceitar o desafio de mestrar um rpg no msn. No começo, achei confuso, pois nunca havia mestrado e nem sabia como ia funcionar as lutas.
    A história é bem clichê até, já que nunca fui muito boa em role-play.

    Como o pessoal pareceu animado, eu fiquei empolgada também com isso. Aproveitei e deixei outras pessoas mestrarem este mesmo rpg, já que quase não entro no msn.

    Bom, atualmente quem está mestrando é o Victor e eu estou mais como espectador, já que ele tinha uma ideia melhor pro rpg. Algumas vezes eu interrompo o rpg com o meu personagem: Deus.
    E só eu posso invocar Guitarras Astrais. -q

  • Vocalovers
  • Achei muito empolgante a ideia da Myio sobre montar um grupo cover de Vocaloid. Antes era pra ser um grupo normal no Youtube, mas eu acabei me empolgando demais, e empolgando a Myio, e empolgando todo mundo, como se fosse catapora.

    Já estreamos nosso primeiro Chorus! x3 Já abrimos o nosso Fan Site! E, claro, já temos o nosso Canal no Youtube.
    É óbvio que não passamos de Shower Singer’s. -q

    De uma forma ou de outra, está muito divertido. Finalmente minha voz de Cid Moreira serve pra algo! õ/
    (Há aqueles que perguntam se eu modifico minha voz em algum programa pra ela parecer grossa… E eu respondo: tem como fazer isso no Movie Maker? Assim eu evitaria minhas desafinadas.)

    E quero cantar Imitation Black. /Hmmm


    Uma coisa que aconteceu esses dias foi meu pai me proibir de ter minha vida social no rpg.

    Foi o seguinte: dois dias antes de eu entrar de recesso (porque não estou de férias, apesar de estar atualizando o Keshigomo), teve a crônica do Riki. Eu já havia perdido tanta coisa, o Balanar perdeu a oportunidade de matar dois dragões branco jovens, perdeu a cena shoujo-ai do rpg… Eu já nem queria perder mais nada.
    No dia seguinte, eu teria prova de Programação Sistemática, mas nada que eu saísse mais cedo da crônica pra estudar um pouquinho e dormir cedo.

    Saí de lá umas 23:00, dei uma estudadinha até 00:30/01:00 e fui dormir.
    E acordei às 9:00.
    Mas a prova começava às 8:00.

    Desesperada, eu liguei pro meu pai ir me buscar na República, pois ele andava de carro mais rápido que eu no Ricardão. Ele perguntou o motivo de eu estar tão atrasada e eu falei que dormi tarde aparentemente. Nessa hora, ele brigou comigo por causa do rpg, mas eu só estava preocupada em como explicar minha situação pra professora.

    Cheguei lá quase aos prantos, porque não sou nem nunca serei de faltar aula (e foi assim que passei catapora pra todo mundo na 5ª série). Mesmo que eu capote no meio da aula, eu não falto.

    A professora foi muito gente boa neste aspecto: falou pra eu fazer a prova noutra sala e me deu mais uma hora pra fazê-la (ou seja, eu teria 2 horas pra fazer a prova). Eu esperava algo como “Chegou muito atrasada, sinto muito” ou “Consegue fazer a prova em 1 hora?”.

    É óbvio que esqueci a “colinha” pra fazer a prova, que a professora recomendou todo mundo levar, pois iria precisar. Na pressa, só levei meu fichário, que tinha lapiseira, borracha e caneta.

    Claro que fui mal na prova.

    Mas, tirando o fato que não poderei jogar rpg até o final do semestre (até entendo a posição do meu pai, por isso não relutei na decisão dele), nas outras provas…

    Bem, em Estrutura de Dados fui muito bem! Eram duas questões e só consegui fazer a primeira. Acho que conseguiria fazer a outra se tivesse mais tempo.
    E olha que consegui tirar a média!

    Em Teoria dos Números eu fui muito imbecil. Eu havia estudado uma questão que o professor falou que ia cair e que valeria 3 pontos de 12. E, na hora de fazê-la na prova… Eu simplismente esqueci! Dos 4 passos, eu esqueci do 3º…
    Não acredito que perdi a chance de ganhar mais 3 pontos naquela prova… Não acredito que não vou poder tirar a média só por causa de um passo que esqueci.

    Na de Cálculo, eu fazendo-a estava até achando que estava indo bem… Mas foi só comparar respostas com outras pessoas na saída que percebi que havia ido mal.

    Em Lógica Computacional, matéria a qual estou odiando, eu fui muito bem na prova, graças ao Padawan, que deu aula de reforço pras pessoas que foram mal nas listas. Eu até havia parado de entregar as listas de exercício porque não estava conseguindo fazê-las direito.

    Em Língua Japonesa eu consegui a concessão de créditos. Semestre que vem eu pego Língua Japonesa III.

    Em Introdução à Filosofia Bruxaria, eu fui bem na prova. E queria poder passar nessa matéria com apenas essa primeira prova. Acho que não tenho paciência pra tentar entender o que o autor daquele texto quis dizer com aquele bando de comparações estranhas…
    Por isso não faço humanas. -q


    E creio que seja só isso que tenho a contar. D8 Vida monótona, sabe como é…