Woof


[Sempre me dá vontade de postar no blog quando vejo o bazar do Onigiri atualizado. Sempre.]

Roxas você é tão adorável! É como um cachorro!
-The fuck?
Você é leal, faz algumas gracinhas e protege seu dono. Mas dá um puta trabalho de cuidar!
-Ah, valeu pela consideração-woof.

Se a comparação feita por uma antiga amiga estiver correta, eu sou leal ao meu “dono” até ele puxar meu rabo, digamos assim. E sou tão adorável quanto um rottweiler velho e gordo.
Gracinhas… É, eu faço. Falo coisas que indevidas em horas indevidas e sempre faço algum banana rir. Isto é fato.

Eeeee eu penso demais nas pessoas e no que elas podem estar pensando.

O fato é que estou muito feliz por estar com o Veterano. De verdade. Já até falei coisas de animes sem pensar e fiquei com vergonha de ter dito depois, pois era estupidamente… Estúpido.
Tenho até grandes dificuldades de falar sobre ele pros meus amigos porque só falo que ele é fofo. Fofofofo. Foofofofofofofo. Ponto. E fico como uma besta rindo quando ele me diz que sonhou comigo.
Uma besta.
Ok, estou apaixonada pelo meu namorado. Já disse isso pra ele e agora escrevi isso no meu blog. Futuramente alguém pode a vir ler isso e usar contra mim, mas foda-se.
Passamos o “intervalo” entre as aulas juntos, seja fazendo nada ou jogando Street Fighter no CA. E eu adoro isso. Ele vez em quando me faz andar até o inferno pra deixá-lo na porta da sala de aula dele… Mas é fofo! Eu não resisto a coisas fofas. Nem a meninos fofos.

De qualquer maneira


Por volta fico me perguntando: Será que estou sendo precoce? Como está o Hugo?
Pelo o quanto estou gostando de estar com o Veterano, talvez eu já gostava dele há mais tempo que pensava, e ficava irritada com o Hugo.
Isso… Me faz uma tremenda filha da puta.

O Hugo apareceu hoje no CA. Ele está bem.
Mas eu me senti tão tensa.

Queria me esconder até, como se eu tivesse feito algo errado.
Errado era o que eu estava fazendo antes, tentando a me obrigar a continuar com aquilo.
Eu fiz o certo.
Né?

Não tenho vergonha do Veterano, se não, não diria que estou apaixonada por ele. Não foi nesse sentido que quis me esconder.
Eu só acho…

Que após dois meses que a sua namoradora terminou contigo, dizendo que não gosta mais de você…
Você possa ficar triste ao vê-la com outro cara.
E eu não quero que ele fique triste por isto. Torço que ele encontre alguém que o ame muito, mas muito mais que eu amei. De verdade.

Contei isso que estou sentindo pro Veterano. Acho que ele se sentiu mal.
Eu tenho que parar de ser tão… Tão…

Esqueci a palavra.
Enfim, devo ter mais “tato” pra saber o que devo e não devo falar.
Mas é bem provável que eu nunca conserte isso.