Eu uso necessário, somente o necessário

O extraordinário é demais!

Passaram meses depois daquela minha última postagem, e acreditam que não aconteceu nada de extraordinário durante este tempo todo? Nada que eu tenha tido vontade de sentar na frente de um computador e contar toda uma história bonita.

Não que eu esteja ocupada nem nada disso. Eu estive um pouco estressada com as últimas provas do semestre, mas nada “uóóóóóóó”.

 

MEANWHILE, na unb

Poucas matérias, mas passei em tudo, é o que importa

Consegui passar nas poucas matérias que fiz semestre passado, mas isto não foi tão fácil quanto parece.

Estava fazendo estágio, então, mesmo sendo só 4 matérias, não havia um dia que eu tivesse que acordar cedo pra fazer qualquer coisa que fosse.

 

Passar em TN foi uma surpresa: jurava que não havia conseguido. Durante a greve, a gente perde o ritmo de estudo, e TN era uma daquelas matérias que isso não deveria ter acontecido. Tanto que não consegui fazer a última prova direito, deixei altas em branco.

 

Bom, até o dia de revisão de menção, o professor só havia corrigido uma prova, a primeira. A segunda, que a gente fez antes da greve, e a terceira, que fizemos duas semanas depois das aulas voltaren, ele havia falado:

Quem quiser ver a menção, junto com as notas da P2 e P3, só ir na minha sala. Mas tem que ter coração de aço.

E de fato tinha que ter mesmo.

Não é agradável o professor, na sua frente, ficar falando “-Não vou aceitar isso. Fiz este exercício em sala, como você errou? Ah, não acredito que fez isso.“.

 

Bom, o professor começou a corrigir minha terceira prova, a qual foi mal. Quase que ele me fez chorar quando escreveu 1,5.

Depois corrigiu a segunda prova, a qual eu nem lembrava direito o que havia feito. Ele foi considerando algumas coisinhas ali, outras acolá, pápápá… Eu nem sabia o que ele tava falando.

-Parabéns, você passou.

-Passei?

-Passou.

-Peraí, sério?

-Sim. 6,8 na P2. Havia tirado 7,0 na segunda prova, lembra? Com isso você passou.

-Ai, professor, eu tava preprarada pra sair chorando daqui. Obrigada

Nisso, quem tava na sala dele começou a rir de mim. Nem entendi porquê.

-Ué? “Brigada” por que?

 

Em Informática e Sociedade, o trabalho final da disciplina foi bem legal, que foi analisar uma rede social. Qual que eu analisei? Claro, o Onigiri. Não fui muito bem na apresentação; não consigo falar na frente dos outros direito, mas o artigo ficou bem bacaninha. Clica aqui pra vê-lo.

 

Em Cálculo 1 eu só havia ficado feliz demais que consegui passar finalmente em cálculo, então não me preocupei em tirar SS.

 

O que isso tudo significa?

Vish, se tudo for aceito, semana de provas vai ser complicado...

 

MEANWHILE, no steam

Eu havia comprado o Humble Bumdle V pro Veterano, porque ele ficava de “nhénhénhé”, que tava sem dinheiro, e ficava “Vou perder o melhor Humble Bumdle do ano”… Aí, pô, 16 reais…

 

Acabei comprando. Isso foi final do ano passado. Ou deste ano. Bom, faz tempo

 

Dos jogos que vinham, os únicos que ele já tinha era Super Meat Boy e Bastion. Super Meat Boy tava no super pacote de Braid, Sword & Sworcery, Lone Survivor… Jogos que ele realmente queria, então ele acabou só me dando Bastion, mesmo eu querendo também esses outros jogos (mas, faz o favor, eu não ia comprar outro Humble Bumdle pra isso).

 

Depois de tooooooodo esse tempo, eu fui jogando Bastion aos pouquinhos, porque sempre empacava em alguma parte (e porque tava jogando Madness Returns e Mirror’s Edge).  Só esses dias que fui realmente voltar a jogar e pegar a sacada pra jogar Bastion.

 


Na boa, só escuta esta música.

 

Depois de tanto jogos fáceis, Bastion não era um simples rpg real-time que é só ficar espamando um botão pra avançar no jogo. É realmente algo… Não sei explicar.

Eu gostei bastante da jogabilidade, a opção de upar os montros (yep!) de acordo com o nível que você tá (escolhendo skills deles) e…

Nossa, foi um dos pouquíssimos jogos que quis zerar mais de uma vez. Eu não me cansei ainda, por sinal.

 

Não só a jogabilidade que é completa, pqp, a trilha sonora é linda. Linda, simplismente linda. E a história é muito profunda,  mas vou falar mais do jogo quando for fazer um review dele no AK.

 

 MEANWHILE, com o meme

Regras

  • Repassar o meme.
  • Citar o blog que pegou:Vodca & Coca
  • Não retirar o selo do meme.
  • Você deve responder (ou completar)  as perguntas com imagens, não precisando necessariamente escrever algo. ex: você é muito… preguiçosa (foto de um gatinho, etc..)
Complete com uma imagem:

Você é muito :  teimosa
As vezes :  acho que tudo é culpa minha
Fico feliz quando:  consigo fazer tudo aquilo que planejei
Eu gosto de:  cachorros
Eu jamais: vou fazer algo pra agradar os outros
Não suporto: ignorantes
Como me sinto quando:  saio com o Veterano
Sempre sonhei:  em ir pro Japão
Quero :  tempo
Se tivesse oportunidade: iria fazer intercâmbio
Felicidade significa:  aquilo que faz ter a impressão que preencheu seu coração
Odeio :  quando me julgam por eu não ter feito determinada coisa
Um momento especial no dia: a hora de dormir
Personagem fictício que me inspira: Aang
Me faz rir :  piadas ruins
A cor :  do meu pijama hoje é marrom
Tem um significado só para mim:  jabjab
Meu estado de humor no momento:
Selo do meme