1

Inscreva-se

Faça a sua inscrição aqui no prédio, preenchendo com seu Nome, nome do Blog e URL do blog

2

Coloque o selinho

Coloque o selinho ou link de texto no seu blog para mostrar que você é um morador do Onigiri quase Prédio

3

Participe

Você e todos os moradores do Onigiri podem participar dos minigames semanais, valendo plaquinhas ou puramente diversão! Todo domingo tem minigame novo

Participantes

Vamos tentar de novo

jojo_3

Começando um pouco com o pé esquerdo, parece que nem todo mundo aqui do Onigiri conhece a série Jojo. Ops…

E eu devo confessar que só conheci Jojo pelo anime que, devo dizer, tem um excelente estúdio de animação, ótimos dubladores e… E que me fizeram me apaixonar pela série. Não comecei a ler o mangá porque existem, pelo menos, sete gerações de Jojo (uma coisa que vou explicar daqui a pouco) e que eu não gosto de ler pela internet (fiz isso com Kimi ni Todoke e me arrependo).

 

Bom, o que torna Jojo diferente de todos os animes que você já assitiu?

Primeiro que é uma série que está em produção desde 1986, sendo uma das séries mais antigas ainda em produção do Japão, perdendo para o grande Captain Tsubasa (Super Campeões) e outras séries que são grandes também, mas não saíram do Japão. Segundo que ele possui o lance de gerações. Isso mesmo, ele tem infinitos volumes, mas os personagens envelhecem com o tempo e os anos também, então nós vemos elementos da primeira guerra, a correria da segunda guerra, a badalada agitação dos anos 80… E uns personagens morrem, claro, mas outros vêem os seus netinhos se tornando herois também, óbvio! Não que você precise começar do começo de Jojo para entender a história, pois o que “sobra” de uma geração e outra são apenas referências. Então, caso queira começar a ler o mangá, por exemplo, não se sinta intimidado por começar pelo primeiríssimo Jojo, pode começar pelo atual, o do anos 2000 mesmo.

 

jojo_4

Então, vamos começar pela apresentação do primeiro Jojo, estrelado pelo querido gentleman fofinho Jonathan Joestar!

Apesar de toda abertura ser em CG, o anime segue o estilo tradicional mesmo.

Trivias:
  • A abertura de Jojo, Sono Chi no Sadame, foi criada especialmente pro anime. Quantos outros animes você conhecem que tiveram esse cuidado?
  • Nos primeiros segundos da abertura, mostra toda a geração de Jojo até a que está atualmente em produção.
  • Todos os descendentes da família Joestar possuem uma marca de estrelinha no corpo. Awn.
  • As cores dos personagens não são oficiais, então, durante do anime, as cores de roupas, peles, céu, cabelo e etc mudam aleatoriamente. Imagino que seja ao fato que o mangá ser desenhado com nada mais que nanquim, mas as páginas daqueles mangás estilo Shounem Jump serem coloridas, variando de branco, amarelo, verde, vermelho… Então, por que não entrar na brincadeira?
Jonathan Joestar, ou carinhosamente Jojo, vive na Inglaterra na época de 1880 e mora com seu pai, George Joestar, que é muito carinhoso e gentleman. Um amigo do pai de Jojo, Dario Brando, acaba sofrendo um acidente fatal, e como George deve a vida a este amigo (já que ele *acha* que Dario conseguiu resgatá-lo de um terrível acidente de carruagem), ele decide adotar o filho de Dario, Dio Brando. Jojo tenta várias e várias vezes ser amigo de Dio, mas Dio se mostra cada vez mais cruel e violento: ele rouba o primeiro beijo da namorada de Jojo, queima o cachorro de Jojo no incinerador e ainda conseguem fazer todos os amigos de Jojo o odiarem profundamente. A motivação de Dio é porque ele acha que todas as desgraças que aconteceu na infância dele é culpa dos Joestar e sente uma insana inveja do Jojo por ele ter nascido num berço de ouro.

Após a morte *misteriosamente natural* do George, Dio acaba encontrando na mansão dos Joestar uma máscara amaldiçoada, que lhe dá poderes sobre-humanos, com o custo de ter somente hábitos noturnos. Eis aí o surgimento dos vampiros. Wryyyyyyyyyy

 

Como Jojo sempre desconfiou de seu irmão adotivo e não acha que a morte de seu pai foi meramente natural, Jojo parte numa viagem em busca de provas contra Dio e acaba fazendo uns amigos que acabam o ajudando, treinando Jojo e o ensinando a usar o poder Hamon, que acreditam que seja a única forma de parar o monstro que Dio se tornou.

Esta primeira parte, Phantom Blood, tem apenas 9 episódios do 26 da primeira temporada de Jojo de 2012. Há a ainda um filme desse primeiro arco, com o nome Jojo’s Bizarre Adventure Phantom Blood.

 

Uma coisa que gosto de Jojo é que os homens não tem cara de meninas, algo que foi estranho quando comecei a assistir, mas depois me acostumei e acho até melhor assim. Apesar de muitas coisas suspeitas, como pose e roupas ou até mesmo a relação insanamente destrutiva de Jojo e Dio, não como não achar otoko… Apesar que não sei explicar porque esse anime é tão otoko. A gente só assiste e sente testosterona.

 


Então, se vocês quiserem conhecer um pouco mais do anime, eu tenho assistido online mesmo pelo Anitube, apesar de não recomendar muito porque nem sempre eles colocam animes em HD.

 

Espero que, com isso, mais pessoas aqui do Onigiri se interessem pela série e que possamos discutir sobre, nos divertir com minigames tematizados e outras coisinhas a mais.

 

Outra coisa: essa abertura não é simplesmente sensacional?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Adicione gifs ao seu comentário!







































F

175

aikk0
Otaku Face

173

Nigohyu
Soshyu

165

Bunny
Animes Espectaculares

162

QueenOfMoon
Find A Moon